Temer lança Gabriel Chalita como pré-candidato do PMDB à Prefeitura

O deputado Gabriel Chalita (PSB-SP) acertou com o vice-presidente da República, Michel Temer, que ingressará no PMDB em maio, com direito a uma festa de filiação em São Paulo. Líderes e dirigentes nacionais do partido já estão sendo convidados a participar do evento em que Chalita será apresentado como pré-candidato do partido à Prefeitura da capital paulista em 2012. A informação foi dada em primeira mão, na manhã de ontem, pela colunista Sonia Racy, na rádio Estadão ESPN.

 
A pressa do deputado em deixar o PSB tem razões pragmáticas: o PMDB quer que ele seja a estrela do programa do partido que irá ao ar em junho. "Ele já bateu o martelo comigo e com o (ministro da Agricultura) Wagner Rossi e está decidido a sair do PSB até correndo risco de ter o mandato questionado na Justiça", informa o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN).
 
A regra da fidelidade partidária estabelece que o mandato parlamentar pertence ao partido, e não ao deputado. Chalita garantiu aos peemedebistas que tem uma estratégia traçada para preservar a vaga de deputado.
 
Nas conversas com os dirigentes do PMDB, Chalita ressaltou sua "incompatibilidade" com o atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que lidera a criação do PSD. Embora a tese da fusão entre o futuro partido de Kassab e o PSB tenha perdido força nas últimas semanas, o deputado fez questão de lembrar que a ideia foi bastante noticiada e, por isso, não pode correr o risco de ficar na atual legenda e ser surpreendido por uma eventual união dos partidos.
 
Confiante quanto ao futuro partidário de Chalita, Alves diz que o objetivo do PMDB é dar "toda a ênfase" à filiação do parlamentar, com um ato político à altura do deputado eleito com 560 mil votos, segunda maior votação de São Paulo, atrás apenas do palhaço Tiririca (PR).
 
 
Estadão
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.