TCE imputa débito de R$ 39 mil a ex-prefeito de Santana de Mangueira

O Tribunal de Contas do Estado, através da 2ª Câmara Deliberativa, imputou débito de R$ 39.615,32 ao ex-prefeito do município de Santana de Mangueira, Francisco Umberto Pereira, por excesso de gastos em obras realizadas com recursos federais e estaduais, oriundos de convênios. O relator do processo, conselheiro substituto Oscar Mamede Santiago Melo, aplicou multa ao ex-gestor no valor de R$ 2.805,10, decisão referendada pelos demais integrantes da 1ª Câmara, presidida pelo conselheiro Arnóbio Alves Viana.

O relator recomendou ainda que o processo seja encaminhado ao Tribunal de Contas da União para análise da aplicação dos recursos federais objeto dos convênios. Francisco Umberto Pereira descumpriu resolução do TCE.

O atual prefeito de Passagem, Agamenom Balduino da Nóbrega, e o de Monte Horebe, Erivan Dias Guarita, foram multados por contratações irregulares de servidores. O primeiro terá que pagar R$ 1 mil e o outro R$ 2.805,10 pelas irregularidades registradas. Oscar Mamede foi o relator dos dois processos.

Também foi multado o atual prefeito de Areia, Élson da Cunha Lima Filho, em R$ 2 mil por contratações por excepcional interesse público realizadas de forma irregular. O relator do processo, conselheiro substituto Antonio Cláudio Silva Santos, remeteu os autos à Receita Federal para que verifique a situação das contribuições previdenciárias dos servidores.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.