TCE aprova contas de 2004 da Casa Civil do Governador

O Tribunal de Contas da Paraíba julgou regulares,  conforme voto do relator Umberto Porto, as contas de 2004 da Casa Civil do Governador assinadas, na época, pelos ex-gestores Ivandro Cunha Lima, Silvestre de Almeida Filho e Antonio Ivo de Medeiros, os dois últimos já falecidos. O conselheiro Fernando Catão absteve-se de votar.

Também foram aprovadas, na sessão plenária desta quarta-feira (25), as contas dos prefeitos de Emas (José William Madruga, exercício de 2008) e de Duas Estradas (Roberto Carlos Nunes, 2007), neste último caso, com o Voto de Minerva do presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz. O primeiro processo teve a relatoria do conselheiro Catão e, o segundo, do auditor Marcos Antonio da Costa.

Pedido de vista formulado pelo conselheiro Arnóbio Viana suspendeu, até a próxima sessão plenária, quando retornará à pauta da Corte, o julgamento das contas de 2007 do ex-secretário de Estado da Juventude, Esporte e Lazer, Ruy Manoel Barbosa de Aça Belchior, processo sob relatoria do auditor Antonio Cláudio Silva Santos.

Suspensa agora há pouco, a sessão plenária do TCE será reiniciada, logo mais, às 14 horas após o período reservado ao almoço.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.