Tavinho reconhece que Durval é favorito para continuar na presidência da Câmara

O vereador Tavinho Santos (PTB) negou que tenha havido um veto do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) à tese de manter Durval Ferreira (PP) como presidente da Câmara Municipal de João Pessoa. Com um discurso simpático à permanência de Durval, Tavinho acrescentou que o chefe do legislativo pessoense é um parlamentar "experiente" e tem favoritismo caso a eleição da mesa diretora seja antecipada:

"Durval é um vereador de muitos mandatos, tem experiência e competência. Se houver uma eleição antecipada, ele certamente reunirá o maior número de apoios, a maioria, com certeza", disse o líder. Tavinho também descartou a rejeição de Ricardo a um terceiro mandato de Durval: "Ele não deu orientação alguma à bancada nesse sentido. Por isso, eu acredito que Durval é o favorito".

Na Câmara de João Pessoa tramita uma Proposta de Emenda à Lei Orgânica do Município (PE-LOM) que permitiria uma nova eleição de Durval para a presidência. Os aliados, contudo, amenizam o discurso e dizem que o objetivo é corrigir uma distorção existente na LOM. “A emenda vai harmonizar o que diz a Lei Orgânica sobre as eleições da mesa diretora”, explica o vereador Bruno Farias (PPS).

O tal conflito de normas encontra-se entre o parágrafo 2º do artigo 10 e o parágrafo 4º do artigo 25 da Lei Orgânica do Município. O primeiro dispositivo citado permite a reeleição da mesa diretora, já o segundo diz exatamente o contrário, ou seja: veda a reeleição.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.