Tavinho lamenta que PF não tenha prendido “ladrões” na Câmara

O vereador Tavinho Santos (PTB), vice-líder de oposição na Câmara de João Pessoa, comentou hoje o resultado da audiência pública realizada na semana passada no legislativo municipal para debater o chamado "caso dos livros" e disse que o momento foi memorável porque os vereadores exerceram seu papel de discutir denúncias contra a gestão do PSB na prefeitura. Uma outra opinião de Tavinho sobre o evento, contudo, chamou a atenção pela contundência:

– A Câmara exerceu seu papel. Eu só lamento que ali não foi invadido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público para levar preso um bocado de ladrões que a gente sabe que existe, mas o tempo vai mostrar o quanto estão levando de dinheiro público esses empresários envolvidos com a administração.

O petebista negou que a audiência tenha servido para esclarecer a legalidade do processo de licitação e pagamento dos livros fornecidos pela New Life Distribuidora de Livros e manteve todos os questionamentos rebatidos pelo empresário Pietro Harley e pelos secretários Alexandre Urquiza e Coriolano Coutinho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.