Tavinho alerta Ricardo e Maranhão sobre prazo do PAC da Mobilidade

Em requerimento enviado ao prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), o vereador Tavinho Santos (PTB) solicitou para que a administração municipal encaminhe ao Ministério das Cidades os projetos que irão beneficiar a Capital paraibana com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana (PAC-MU). Outro requerimento também foi encaminhado ao governador José Maranhão (PMDB) para que o estado crie projetos também de mobilidade urbana direcionados aos municípios que compõem a Região Metropolitana de João Pessoa.

“O prazo para encaminhamento de projetos se encerra agora no segundo semestre. E João Pessoa e as cidades da Região Metropolitana da Capital não podem ficar de fora”, alerta Tavinho Santos, líder do prefeito Ricardo Coutinho na Câmara Municipal de João Pessoa) e presidente do Parlamento Comum da Região Metropolitana da Capital (Parlacrem-JP). Ele lembra que a prefeitura pesseonse já tem os projetos elaborados e que o governo do estado deveria fazer o mesmo.

O Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana (PAC-MU) foi anunciado no final do mês de abril deste ano pelo ministro das Cidades, Márcio Fortes, em audiência pública promovida pela Comissão de Desenvolvimento Urbana da Câmara dos Deputados. Na oportunidade, o ministro informava que o Programa teria início neste segundo semestre de 2009.

“Os projetos serão totalmente voltados para o transporte público de massa e a maior parte do dinheiro virá do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)”, ressalta Tavinho Santos, informando que os projetos de João Pessoa visam recursos para a criação de novos corredores de ônibus na cidade. “Veículos sobre trilhos e metrô terão prioridade”.

Na tribuna – Na sessão ordinária de ontem, Tavinho ocupou a tribuna da Casa e defendeu que tanto o governo do estado quanto prefeitura já deviam ter procurado o governo federal para antecipar as discussões sobre o PAC da Mobilidade Urbana. Para Tavinho, o Programa é um contraponto ao que o próprio governo federal vinha realizando. “O governo federal vinha priorizando o transporte individual, com a redução do IPI para automóveis. Agora, poderá ser diferente”.

O vereador ressalta sobre a necessidade de investimentos em transportes públicos de massa: “Se não tomarmos providências, em cinco anos teremos restrições na cidade de João Pessoa, a exemplo do que já acontece em São Paulo”. Quanto aos projetos do governo estadual, Tavinho defende que a prioridade tem que ser dada à Região Metropolitana da Capital, buscando recursos para a melhoria dos corredores.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.