Após massacre, premiê da Nova Zelândia promete mudar leis de armas

Após o atentado ontem (15) contra duas mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia, que deixou 49 mortos, a primeira-ministra do país, Jacinda Ardern, anunciou