Justiça diz que posto de combustível pode cobrar preço diferenciado para pagamento em dinheiro

A juíza Silvanna Pires Moura Brasil, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Capital, autorizou a venda de combustível com preço reduzido para pagamento