Moro deixa miliciano ligado a gabinete de Flávio Bolsonaro fora de lista de mais procurados

O Ministério da Justiça e Segurança Pública não incluiu na lista dos mais procurados do Brasil o ex-capitão Adriano da Nóbrega, acusado de comandar