Pesquisadores da UFPB criam substância que pode curar arritmia cardíaca

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) descobriram que a porfirina, uma molécula sintética desenvolvida em laboratório, pode ser usada para prevenção e tratamento