Suspeito de provocar série de ataques com bomba nos EUA morre em explosão

O suspeito de ter provocado uma série de ataques com bombas em Austin, no Texas, morreu na manhã desta quarta-feira (21) após um artefato que ele transportava explodir dentro de um carro, de acordo com a polícia.

Ele era perseguido por policiais em Austin quando a explosão ocorreu. Um policial ficou levemente ferido no incidente.

Desde 2 de março, a explosão de cinco pacotes-bomba mataram duas pessoas e deixaram moradores da capital do Texas amedrontados, segundo a CNN. A semelhanças nos artefatos levam a polícia a acreditar que o suspeito esteja relacionado com os incidentes, mas as autoridades não sabem dizer qual seria a motivação dos ataques.

Diversos veículos da imprensa americana, citando fontes anônimas, identificaram o homem como Marki Anthony Conditt. A agência de notícias Reuters, no entanto, diz não ter conseguido verificar sua identidade de forma independente.

Pacotes-bomba
Há 19 dias, os investigadores procuravam por pistas do “serial bomber”, que costumava mudar de tática. A Casa Branca afirmava que as ações não pareciam estar ligadas a terrorismo.

A explosão mais recente ocorreu pouco depois da meia-noite desta terça (horário local) no centro de triagem da FedEx em Schertz, a 105 km ao sul de Austin. O pacote estava repleto de pregos e estilhaços de metal. A explosão atirou uma funcionária no chão.

Os três primeiros dispositivos que explodiram em Austin foram pacotes deixados durante à noite em frente a casas do lado leste da cidade, e o quarto foi um artefato ativado por uma armadilha que explodiu no lado oeste, no domingo (18).

G1

Comentários