STF abre dois inquéritos contra Roberto Cavalcanti

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu dois inquéritos contra o senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB) após conclusão do levantamento do Congresso em Foco sobre as pendências judiciais dos parlamentares. Um dos procedimentos foi autuado no último dia 22 e o outro no dia 27.

O levantamento divulgado hoje pelo site foi concluído no dia 22. Mas, no momento da pesquisa processual pelo nome de Roberto Cavalcanti, o procedimento envolvendo o parlamentar ainda não constava da página do Supremo na internet. Com a inclusão do senador, sobe para 318 o número de procedimentos contra congressistas em tramitação na mais alta corte do país.

Ao todo, 150 parlamentares respondem ao STF (confira a lista e as explicações de deputados e senadores). Ainda nesta manhã, o site excluiu o nome do deputado Dr. Rosinha (PT-PR), que, equivocadamente, foi incluído na lista. O inquérito atribuído ao deputado está arquivado.

Roberto Cavalcanti assumiu o mandato em 19 de fevereiro deste ano, com a renúncia do senador José Maranhão (PMDB-PB), que deixou o Senado para assumir o governo do Maranhão. No Inquérito 2817, autuado no dia 22, ele é acusado de corrupção ativa. Já no Inquérito 2818, o senador é denunciado por uso de documento falso e corrupção ativa.
 

 

Congresso em Foco

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.