“Sou a favor da preservação da vida”, diz Dilma a evangélicos

Depois de enfrentar um protesto ao entrar na Catedral das Assembleias de Deus, a candidata Dilma Rousseff discursou para evangélicos e se declarou a favor da vida.

"Eu sou a favor da vida em todas as suas dimensões e todos os seus sentidos. Sou a favor da preservação da vida", declarou.

Pouco antes, ao entrar na Igreja, Dilma ouviu gritos de evangélicos da Igreja Batista, dizendo que ela era a favor do aborto e do casamento gay e que, por isso, não contava com o apoio dos evangélicos.

BISPO

O bispo Manoel Ferreira, presidente da Confederação das Assembleias de Deus do Brasil, disse, discursando ao lado da candidata Dilma Rousseff na Catedral, que temas polêmicos serão debatidos no Congresso e não devem ser objeto de iniciativa do Poder Executivo.

"Matérias polêmicas têm que ser analisadas no Congresso. A iniciativa tem que ser do Congresso. O ônus não pode ser do Executivo", disse Ferreira.

Dilma Rousseff, pouco antes de entrar na igreja, enfrentou protesto no qual evangélicos da Igreja Batista estenderam uma faixa contra a candidata e gritaram que ela é a favor do casamento gay e o aborto e que, por isso, não conta com o apoio dos evangélicos.

 

Folha Online
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.