SMS registra 422 casos de conjuntivite e alerta para contágio

A Gerência de Vigilância Epidemiológica (Viep) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa já registrou 422 casos de conjuntivite só este ano – o número se referente até a tarde desta quarta-feira (21). Diante disso, a Viep alerta a população para o aumento dos casos da doença, proporcionado nesta época do ano em decorrência do calor, do suor e do tempo seco. Foram registrados 141 casos em janeiro, 67 em fevereiro e 214 no mês de março.

O médico da rede municipal de Saúde, José Mesquita, afirma que o contágio se dá quando uma pessoa toca algum objeto contaminado por alguém que está com conjuntivite e leva a mão aos olhos ou ao rosto.

“Temos verificado que os casos mais comuns são os causados por vírus, cujos sintomas são a coceira, vermelhidão nos olhos e intolerância à claridade. Mas este quadro pode se agravar se não houver um tratamento imediato, ocorrendo a proliferação de bactérias no local, causando o aparecimento de uma secreção amarelada”, afirma José Mesquita.

Ele orienta que, ao perceber os sintomas, o usuário deve procurar sua unidade de saúde da família para ser atendido. “O médico vai avaliar o usuário e medicá-lo conforme o seu caso, além de recomendar o afastamento das atividades diárias por pelo menos cinco dias para evitar o contágio a outras pessoas”, continua José Mesquita.

Doença – A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva e na esclera (parte branca do olho), uma membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular e a parte interna das pálpebras, e pode ser causada por vírus ou bactérias.

A higiene é um fator muito importante no cuidado e na prevenção da doença. A gerência de Vigilância Epidemiológica orienta para que as pessoas lavem as mãos antes de levá-las ao rosto e aos olhos, e evitem compartilhar objetos de uso comum com pessoas contaminadas.

Comentários