Sindifisco convoca assembleia para debater intervenção de Marcelo Weick

O Sindifisco publica na edição deste domingo do Jornal Correio da Paraíba um informe no qual convoca seus filiados para uma assembleia geral a ser realizada na próxima quarta-feira, 12 de agosto, às 18 horas, na sede da entidade para discutir "a invasão das atribuições do Fisco". Em um texto curto, o informe "Fisco em Dia" confirma o que foi publicado na coluna do jornalista Rubens Nóbrega e acusa o ex-procurador Geral do Estado, Marcelo Weick de ter beneficiado o Moinho Dias Branco.

"Recentemente, em auditoria fiscal no Moinho Dias Branco, o Fisco Estadual lavrou um auto de infração, constituindo crédito tributário de vários milhões de reais. A empresa recorreu e o processo, depois de o auto ter sido julgado procedente pela Gejup, foi ao Conselho de Recursos Fiscais. Antes que o Conselho pudesse se pronunciar, o processo fiscal foi solicitado pelo então procurador geral do Estado, Marcelo Weick Pogliese, atualmente Secretário Chefe da Casa Civil. Marcelo Weick emitiu parecer normativo, publicado no Diário Oficial, em 28 de julho, anulando o feito fiscal e o crédito tributário. Um ato grave que extrapola as competências institucionais tanto do procurador como do órgão que representava. Diante da gravidade do ocorrido, o Sindifisco exorta as autoridades competentes a se manifestar sobre o assunto, como reclama a sociedade paraibana", diz a nota.

Marcelo Weick deverá se pronunciar sobre o assunto em uma entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, segundo adiantou hoje a Secretaria de Comunicação Institucional do Governo da Paraíba. Segundo a Secom, Weick está tranquilo e já reuniu a documentação que precisava para provar a legalidade de sua conduta.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.