Sindicato quer ações de segurança para bancários

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques protocolou ofício na Procuradoria Regional do Trabalho da 13ª Região, ontem, solicitando àquele órgão que convoque as autoridades responsáveis pela segurança pública no Estado, representantes dos bancos, Polícia Civil e Polícia Federal para uma audiência, com o objetivo de se discutir ações preventivas de segurança.

Marcos Henriques se disse muito preocupado com a segurança nas instituições financeiras que atuam no Estado da Paraíba. "Nos últimos quatro meses, três gerentes do Banco Real e um do Banco do Brasil passaram pelo constrangimento de serem subjugados e humilhados com suas famílias, sob a mira do armamento pesado de assaltantes de bancos que atuam na região", enfatizou.

Ao Sindicato da categoria cumpre o papel de mobilizar os órgãos públicos e cobrar providências capazes de coibir as investidas dos bandidos, que causam consequências como transtorno psicológico, medo e pavor aos trabalhadores bancários e suas famílias. "Alguns bancários já chegaram ao limite de pedir demissão, por conta da insegurança. E isso é um absurdo, pois os banqueiros só se preocupam mesmo com a preservação do seu patrimônio e não estão nem aí para a segurança dos bancários, familiares, clientes e usuários", concluiu Marcos Henriques.

A diretoria do Sindicato dos Bancários está disposta a contibuir com sugestões voltadas para o bem estar e a segurança de seus representados e da sociedade em geral. Entretanto, caso seja frustrada a realização da audiência solicitada, que seja manejada a a devida Ação Pública de titularidade da Procuradoria Regional do Trabalho em desfavor dos responsáveis.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.