Sindeletric volta a pedir redução da tarifa de energia elétrica

Diretores do Sindicato dos Eletricitários da Paraíba (Sindeletric) irão participar nesta quinta-feira, dia 16, de uma audiência pública para discutir a redução do valor da tarifa residencial de energia elétrica no Estado. Desde o ano passado, o Sindeletric vem questionando o reajuste de mais de 15% concedido pela Aneel à Energisa-PB. A audiência vai acontecer no auditório da sede da Asplan, em João Pessoa, a partir das 8 horas da manhã.

O diretor do Sindeletric, Arimatéia França, disse que o vice-presidente da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Paulo de Tarso, confirmou presença na audiência desta quinta-feira para acompanhar o desenrolar dos debates. Ele explicou que não será numa audiência pública que se vai conseguir a redução da tarifa. Arimatéia lembra que o sindicato e o movimento social vêm há anos reivindicando essa revisão tarifária. “ Nesta audiência será de fundamental importância a presença da população para mostrar o descontentamento com o valor pago pela energia elétrica”, conclamou.

O sindicalista explica que para compor os custos e autorizar o reajuste, a Aneel utiliza informações de uma empresa de referência, onde se paga um salário médio de aproximadamente um mil e trezentos reais a um eletricista, por exemplo. Mas, na realidade a Energisa paga um salário em torno de seiscentos reais. Essa situação precisa mudar. “Isso não pode continuar”, declarou.

Consumidores – A Energisa possui em todo o Estado mais de um milhão de consumidores distribuídos em 216 cidades. A expectativa é de que a tarifa possa sofrer uma redução de até 12% na tarifa residencial. “ No ano passado a empresa conseguiu um reajuste de mais de 15%. Está claro que os consumidores pagaram uma tarifa mais cara e nesta audiência iremos discutir como a Energisa vai devolver esse dinheiro pago a mais“, avisou Arimatéia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.