Simão Almeida acha cedo para PC do B apoiar Ricardo Coutinho

O ex-deputado e membro da executiva estadual do PC do B na Paraíba, Simão Almeida, não descartou hoje o apoio do partido ao governador Ricardo Coutinho (PSB), mas disse que é cedo para que a sigla se pronuncie a respeito. Ele lembrou que nas eleições de outubro, os comunistas estiveram ao lado do então candidato à reeleição José Maranhão (PMDB) e disse que a escolha do peemedebista foi "correta":

– Nós perdemos a eleição, mas fizemos a coligação correta porque nossa visão era de que eleger Dilma Rousseff era o centro da eleição. Eleger José Serra seria uma tragédia. Por isso, achamos que o palanque de Dilma era o de Zé Maranhão e de Rodrigo Soares. Em função disso, nossa decisãonão foi errada. Perdemos a eleição comandada por Ricardo Coutinho, que é do PSB, partido com o qual temos uma aliança  grande em nível nacional, apesar de alguns conflitos em alguns estados. Nós achamos que declarar de imediato que o PC do B é oposição ao Governo de Ricardo, não tem sentido porque nega a aliança em nível nacional. Mas, também não podemos fazer o que alguns companheiros querem que é apoiar imediatamente o governador. Nossa campanha foi para derrotar Ricardo. Agora, por que Ricardo ganhou nós vamos declarar esse apoio? Isso não é correto e nem tem coerência.

Simão Almeida acrescentou que é preciso dar tempo para que o Governo do Estado implemente suas primeiras ações para, depois, analisar se o partido deve ou não fazer parte da base de sustentação.

– É preciso tentar recompor o campo de esquerda na Paraíba e discutir a relação com o governo de Ricardo Coutinho.

Finalmente, o dirigente do PC do B informou que a postura da agremiação política no Estado deve ser definida com o aval da executiva nacional, que também estaria discutindo a relação com o PSB em outros Estados.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.