Shaolin confirma desculpa a Veneziano, mas emenda: “Meu voto ele não tem”

O humorista Shaolin concedeu ontem à noite uma entrevista ao programa Bastidores, apresentado pelo Padre Albeni e ironizou o fato de ter pedido desculpas ao prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) por causa de uma crise gerada pela recusa de pautas do Teatro Municipal para apresentações do artista. Ele voltou a narrar o episódio que gerou o processo e confirmou que durante sua apresentação teria chamado o prefeito de "canalha": "Eu disse mesmo porque estava irritado. O Teatro cobrava R$ 300 de pauta e eu tinha pago R$ 8 mil para me apresentar no Garden Hotel. Aí, chamei ele de canalha como poderia ter chamado de vagabundo… era um xingamento de raiva, mas não queria ofender. Depois, ainda no show, eu voltei e pedi desculpas".

Shaolin confirmou que compareceu à audiência junto com o prefeito na última terça-feira, 8, para serem ouvidos pelo juiz Leonardo Sousa de Paiva Oliveira, da 7ª Vara Criminal de Campina Grande, e disse que a retratação pedida por Veneziano para arquivar o processo já tinha sido feita: "Eu já tinha pedido desculpas no show mesmo. Mas, ele quis me processar por causa de uma besteira. Perdeu duras horas numa audiência por causa disso. Poderia ter usado esse tempo para trabalhar pela cidade", disse. Instigado pelo apresentador Padre Albeni sobre uma "batida de pino", Shaolin emendou: "É, mas eu chamei. E tem outra coisa. Ele conseguiu minhas desculpas, mas meu voto ele não tem".

Shaolin, que é artista contratado da Rede Record, adiantou que está preparando uma imitação do prefeito Veneziano Vital e prometeu leva-la ao público em âmbito nacional.

A defesa do humorista no processo movido por Veneziano Vital foi patrocinada pelos advogados Rodrigo Araújo Celino, Felix Araújo Filho e Felix Araújo Neto. Já o prefeito compareceu acompanhado do advogado Amaro Gonzaga.

O programa Bastidores vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 21 horas, pela Tv Master, canal 20 da Net em João Pessoa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.