Setor têxtil de Cajazeiras escoa 99% de sua produção para outros estados

Considerada para o município, assim como o comércio varejista, uma das atividades mais importantes da economia local, o setor têxtil em Cajazeiras escoa 99% de sua produção para estados como o Rio Grande do Norte, Maranhão e Pará, ficando apenas com 1% do produzido para circulação no comércio local. Orientado em diversas ações de melhoria pelo Sebrae Paraíba, o segmento tem como meta audaciosa constituir um Pólo de Confecções na cidade, assim como fez, por exemplo, a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, que já é referência nacional do setor.
 
Segundo dados revelados em um diagnóstico feito com mais de 10 empresas do setor elaborado no final de 2009 pelo Sebrae, são produzidos mensalmente 65 mil peças entre modinha (blusas, vestidos) e moda íntima (calcinha, cuecas, sutiãs, camisolas), além das empresas que trabalham com a fabricação e representação de tecidos e malhas. Essa produção movimenta mais de 500 postos de emprego para a comunidade local. Segundo Fabíola Martins, gestora do Projeto de Orientação Empresarial do Sebrae em Cajazeiras, vale destacar que diversas outras fabriquetas informais atuam na cidade em fundos de quintais.
 
“Com essas pequenas instalações nas casas de moradores com toda a certeza esses números crescem ainda mais. Estamos caminhando nas melhorias do setor, mas potencial a cidade tem sim para um dia virar um Pólo”, projeta Fabíola, que acompanha o núcleo nos avanços.
 
Outra meta dos empresários é transformar a atividade em um arranjo produtivo local, desenvolvendo atividades econômicas correlatas e que apresentem vínculos de produção, interação, cooperação e aprendizagem. Desde 2009, o Sebrae realiza junto ao grupo diversas ações de capacitação e já promoveu mudança nos layouts das empresas assim como o melhoramento da execução da parte financeira. Dentro dessa perspectiva também já foram oferecidos cursos de modelagem, aperfeiçoamento para mecânicos de manutenção e oficinas gerenciais. 
 
Presença fora – Atuando de forma continuada para a consolidação do setor, 10 empresas de Cajazeiras marcarão presença na Febratex. O evento é considerado como a maior feira latino-americana da indústria têxtil e será realizado em Blumenal, Santa Catarina, a partir desta terça-feira, dia 10. Além das empresas do Sertão, mais três empresas de João Pessoa participam da caravana.
 
A Feira reúne o melhor em todos os segmentos da cadeia têxtil, entre máquinas de costura, máquinas de corte, aviamentos, etiquetas, embalagens, acabamentos, fios, estamparias, automação industrial, informática, teares e matérias-primas. Além da exposição e espaço de negociações e troca de experiências, o evento também realiza o Seminário Tecnológico onde serão tratados diversos temas atuais ligados ao setor, como os e-tecidos que utilizam materiais inteligentes para a moda e o desenvolvimento virtual de produtos de moda em avatares na web em redes compartilhadas de design. Os empresários ainda participam de uma visita técnica a uma empresa.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.