Sete são presos no concurso da PM; flagrantes foram de RG falso, ponto eletrônico e celular

Sete pessoas foram presas durante a aplicação das provas do concurso da Polícia Militar e Bombeiros Militar da Paraíba, neste domingo (29). Em um local de prova no bairro de Tambiá, em João Pessoa, um homem foi detido fazendo a prova no lugar do verdadeiro candidato e usando um documento de identidade falso. O mesmo caso aconteceu em Campina Grande, onde o flagrado ainda tentou subornar os policiais oferecendo R$ 80 mil para não ser preso.

Já em Patos, no Sertão, dois candidatos foram pegos com celulares na cueca. Outros três participantes do exame foram flagrados com receptores eletrônicos. Segundo a assessoria de comunicação da PM, a maioria dos fraudadores são de outros Estados.

Ainda conforme a PM, todos os detidos estavam sendo monitorados pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Militar antes mesmo dessa aplicação das provas, por conta do esquema de segurança que foi montado para evitar fraudes no concurso.

Faltaram ao certame para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar 5.504 candidatos, o que representa menos de 7% (6,92%) dos 79.501 candidatos inscritos. A quantidade de eliminados, por não obedeceram as regras do edital, será divulgada pela banca responsável pelo concurso.

O gabarito preliminar da prova deve ser divulgado até a próxima terça-feira (1º).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.