SES registra 4.141 casos de dengue em todo o Estado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou até agora 4.141 casos de dengue, desses oito são do tipo hemorrágica e oito com complicação.  O último boletim epidemiológico divulgado pela SES faz um alerta para o aumento de notificações da doença em oito municípios: Montadas (15), São José de Piranhas (11), Cabedelo (20), Sousa (15), Santa Rita (18), Guarabira (10), Itabaiana (13) e Santo Andre (11). Estes municípios juntos correspondem a 350.616 habitantes, deixando em vulnerabilidade 9,3% da população do Estado.

 
A incidência da dengue na Paraíba até a Semana Epidemiológica número 12 foi de 99,2 casos a cada cem mil habitantes. “Este índice coloca o Estado bem próximo ao limite superior de uma incidência avaliada como baixa. Considerando, que a partir de 100 casos até 300 casos em cada 100 mil habitantes a taxa de incidência passa a ser moderada o alerta deve ser intensificado”, destacou Júlia Vaz, gerente de vigilância em saúde do SES.
 
Ela ressalta que no atual período já é previsto um aumento dos casos da dengue na Paraíba, principalmente, por influência de fatores climáticos que contribuem para a proliferação do vetor. “A semana epidemiológica 17, que corresponde ao período de 24 a 30 de abril, pelo diagrama de controle será uma das semanas do ano que concentrará o maior número de ocorrência da doença. No entanto, ações de intervenção podem refletir neste panorama e reverter o quadro”.
 
Ações para combater dengue – Diante de um risco de aumento da dengue na Paraíba, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde e Defesa Civil do Estado está orientando as Secretarias Municipais de Saúde para a necessidade de intensificar ações de controle vetorial e educação da população no período de 17 a 23 de abril a fim de reduzir o impacto da transmissão.
 
A SES está sugerindo ainda às 12 Gerências Regionais de Saúde orientar os municípios com dificuldade de abastecimento de água, sobre a forma adequada de armazenamento para evitar que o mosquito se prolifere. Outra dica da SES é lembrar as Secretarias Municipais de Saúde, Hospitais e Estratégia da Saúde da Família a necessidade de intensificar a hidratação dos pacientes com suspeita de dengue. “A forma de hidratação, oral ou venosa a ser aplicada depende da avaliação clínica de cada caso, reduz a letalidade das formas graves da doença”, explicou Júlia Vaz.

Atividades da semana – A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está realizando uma série de atividades esta semana de combate a doença. Nesta terça-feira, dia 5, em Guarabira, será realizada uma oficina de qualificação para o atendimento do paciente com suspeita de dengue baseado na classificação de risco. “O publico alvo são médicos e enfermeiros dos 25 municípios que compõem a 2ª Gerência Regional de Saúde e profissionais da rede hospitalar do município sede”, disse Júlia Vaz.
 
Na sexta-feira, dia 8, em Barra de Santa Rosa, será feita uma caminhada com distribuição de material educativo, palestra educativa sobre a dengue, exibição de filme sobre o ciclo de vida do Aedes Aegypti, exposição do laboratório de entomologia da SES. Além disso, haverá também oficina de atualização das ações de controle físico e químico do mosquito para agentes de vigilância ambiental do município e intensificação das ações de controle vetorial de campo.
 
A ação em Barra de Santa Rosa será realizada pelo Governo do Estado com a presença da Secretaria de Estado da Saúde, Defesa Civil do Estado, 4ª Gerencia Regional de Saúde, Secretaria de Comunicação do Estado, Secretaria de Infra Estrutura do Estado, Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA), Corpo de Bombeiros de Campina Grande, Defesa Civil do município de Barra de Santa Rosa e dos municípios vizinhos, e Secretaria Municipal de Saúde de Barra de Santa Rosa.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.