Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Servidores do MPE querem reverter veto do Governo ao reajuste de 8,8%

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Inconformados e surpresos com o veto do governador José Maranhão ao projeto de Lei que determina o reajuste salarial de 8,88%, servidores que representavam a Associação dos Servidores do Ministério Público (ASMP) foram recebidos na tarde de hoje pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Arthur Cunha Lima (PSDB). O encontro aconteceu na sala da presidência da Casa de Epitácio Pessoa.

Os servidores Vandalberto Malheiros, Aloysio Carneiro e Valdênia de Figueiredo entregaram ao presidente Arthur Cunha Lima o ofício nº 159/2009, solicitando a promulgação do Projeto de Lei nº 1.439/2009 que tem como finalidade reajustar os vencimentos básicos dos cargos efetivos e comissionados do já referido quadro de servidores, em 5% (retroativos a setembro deste ano), e 3,88% a partir de 1º de fevereiro de 2010.  A comitiva da ASMP também apresentou um abaixo assinado com as rubricas de 287 servidores efetivos do MP/PB, reivindicando a promulgação por parte do Poder Legislativo.

Ainda de acordo com os servidores, a decisão do governador é inconstitucional, uma vez que não atende o art.66 § 1º da Constituição Federal e o art.65 § 1º da Constituição do Estado da Paraíba. “O governador excedeu o prazo de 15 dias para apresentar seu parecer, bem com ultrapassou 48 horas para devolver a matéria para Assembleia Legislativa. O ato pode ser considerado extemporâneo e passível de sanção tácita, sendo assim, o Poder Executivo perde a autonomia com relação à matéria”, completou o membro da comissão da ASMP, Aloysio Carneiro.

O presidente Arthur Cunha Lima tranqüilizou os servidores ao afirmar que irá encaminhar o projeto de Lei nº 1.439/2009, em caráter de urgência, à Comissão de Constituição, Justiça e Redação para apreciação. Após análise da CCJ, a matéria não precisa ser votada em plenário e retorna à presidência do Poder Legislativo, para posterior promulgação. “Neste tipo de caso, o Regimento Interno da Casa prevê este procedimento, que é realizado para dar substância à minha decisão, decisão dada por força da Lei por perda de prazo de veto. Para que não paire dúvida, a CCJ deverá ser consultada”, explicou o presidente da Assembleia.

O documento encaminhado pela Comissão da ASMP também discorda das razões apresentadas no veto do Poder Executivo, e alegam de que a mensagem encaminhada ao Poder Legislativo contém duas proposituras de reajuste para membros e servidores, e que representam um impacto financeiro de menor proporção.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

IMG-20240618-WA0138

Procon-JP encontra variações de até 246,43% nos preços das bebidas em supermercados

o-cantor-nattan-anuncia-a-estreia-do-evento-desman-1695331973

São João 2024 de Patos abre com show de Nattan nesta quarta

e4370692-55ce-4115-947a-1e584ab1b927

Semob-JP realiza esquema de trânsito e transporte durante São João da capital

65612db5-e6db-4224-b601-9d47282b0927

Aeroporto de Campina Grande terá casais quadrilheiros e trios de forró

WhatsApp Image 2024-06-19 at 17.17.41

Polícia Federal da Paraíba investiga circulação de cédulas falsas em Bayeux

ffraz_abr_20180922_1659

Vacinação contra Poliomielite é prorrogada em João Pessoa

Sedes_entrega-milho-04

Prefeitura de João Pessoa realiza entrega de milho verde para famílias em vulnerabilidade social

atlas

Paraíba é o estado com a terceira menor taxa de homicídios do Nordeste

https__img.migalhas.com.br__SL__gf_base__SL__empresas__SL__MIGA__SL__imagens__SL__2024__SL__06__SL__10__SL__08d945a5-c46d-4e3e-a3d0-b535cc2f010c.jpg._PROC_CP65

Município de Cabedelo deve pagar indenização a criança esquecida em ônibus escolar

elba

São João de João Pessoa traz Elba Ramalho na noite de abertura