Servidores de Cabedelo ameaçam greve; Assembleia acontece na quinta

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cabedelo (Sindcab) realiza nesta quinta-feira (12) uma assembleia geral com todos os servidores para discutir indicativo de greve na cidade. A assembléia, prevista para às 9h, acontecerá no Cabedelo Clube e vai debater pontos como a retirada de gratificação da saúde, férias atrasadas e retirada da regência de sala de 25%, além do indicativo de greve da categoria.

Além da paralisação dos funcionários, o prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo, é alvo de críticas e denúncias do “Movimento em Defesa de Cabedelo”, que defende sua saída do cargo. O movimento é composto por associações, entidades da sociedade civil organizada e apopulação de Cabedelo.

Eles querem a saída de Vitor Hugo e novas eleições no município. “Toda a corrupção revelada pela polícia federal em Cabedelo não pode continuar. A prisão do prefeito Leto Viana e seus assessores não garante o fim da corrupção em Cabedelo. O vereador Vitor Hugo assumiu o cargo de prefeito com apoio do mesmo esquema de corrupção do prefeito Leto Viana, que continua influenciando o destino da cidade por meio de seus assessores, que transitam livremente”, afirma o movimento.

Segundo o movimento, é preciso levar Cabedelo para uma realidade de desenvolvimento e transparência na aplicação da riqueza da cidade para os interesses da população.

“Apoiamos as ações da Polícia Federal contra a corrupção em Cabedelo e reivindicamos: Fora Vitor Hugo, agente do Prefeito Leto Viana; Novas eleições para Cabedelo; Impeachment do prefeito Leto Viana, do presidente da Câmara Municipal e de vereadores envolvidos com o esquema de corrupção em Cabedelo”, prega o Movimento em Defesa de Cabedelo.

Comentários