Serra diz que maior parte da cocaína que entra no Brasil vem da Bolívia

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o ex-governador paulista José Serra (PSDB), disse nesta quarta-feira, 26, que entre 80% e 90% da cocaína que entra no Brasil vem da Bolívia. Segundo ele, o país vizinho “faz corpo mole na fiscalização da droga contrabandeada para o território nacional”. O tucano também voltou a defender a criação do Ministério da Segurança Pública.

Serra fez essas afirmações durante entrevista coletiva, após dar entrevista a uma rádio do Rio de Janeiro. O virtual candidato tucano explicou que estava analisando os fatos e que acreditava que isso não criaria incidente diplomático com o governo boliviano.

“Disse que 80 % a 90% da cocaína que entra no Brasil é via Bolívia. Você acha que essa quantidade entra no nosso país sem que o governo boliviano fizesse corpo mole? Eu acho que não. Isso não é uma acusação, é uma análise. Não acredito que irá gerar um incidente diplomático, pois a melhor situação diplomática é a Bolívia combater ativamente a entrada da droga no Brasil”, disse Serra.

O ex-governador paulista também reafirmou a necessidade de criação do Ministério da Segurança Pública. “Quando digo criar um ministério, não é criar uma burocracia a mais. Mas sim concentrar no governo federal as ações de segurança pública. Mesmo que seja necessário alterar a Constituição, pois isso não é problema. Como os dois principais problemas graves do Brasil hoje são saúde e segurança, então teríamos o apoio da opinião pública.”

Depois da coletiva, Serra caminhou pelas ruas do Largo do Machado, bairro da zona sul, fazendo corpo a corpo com os eleitores. Em seguida, dirigiu-se à Estação Largo do Machado do metrô do Rio, onde embarcou num trem e seguiu duas estações até a Glória. Lá, ele encontrou com o arcebispo dom Orani Tempesta, na Arquidiosese do Rio. Eles falaram sobre as ações sociais da Igreja Católica no Brasil e como o governo federal pode ajudar a expandi-las.

Agora à noite, Serra vai à Baixada Fluminense, onde se encontra com o prefeito de Duque de Caxias, José Camilo Zito (PSDB). O pré-candidato planeja fazer corpo a corpo com moradores do município da região metropolitana do Rio.

 

Agência Brasil

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.