Semob ordena trânsito no Centro para cortejo do corpo de Maranhão

 

O entorno da Praça dos Três Poderes, no Centro de João Pessoa, está com o trânsito bloqueado desde às 5h desta terça-feira (09),  em ação conjunta dos agentes de trânsito da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) e dos policiais do Batalhão de Trânsito (BPTran).

A medida se faz necessária para assegurar o ordenamento do fluxo viário mediante o cortejo do corpo do senador José Maranhão, que será velado no Palácio da Redenção. Ainda na tarde desta terça-feira, em virtude da passagem do comboio por diversos pontos da Capital, as equipes da Semob-JP estarão acompanhando a movimentação para amenizar possíveis pontos de congestionamento.

O corpo de Maranhão está sendo trazido de São Paulo para a Paraíba em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) e deve chegar por volta das 14h em João Pessoa.

Do aeroporto haverá um cortejo até o Palácio da Redenção, onde o corpo do parlamentar será velado até às 17h. O velório será aberto ao público. O entorno do Palácio já está isolado.

Do Palácio, partirá no carro de Bombeiros para sua residência no bairro Altiplano, onde se fará um momento de silêncio em sua homenagem. Retomando à BR230, o cortejo de carros seguirá para Araruna, onde o corpo será velado durante a noite na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.

O senador José Maranhão (MDB-PB) morreu na noite desta segunda-feira (8), por complicações decorrentes da Covid-19. O parlamentar tinha 87 anos e era o mais velho do Congresso Nacional.

Maranhão havia sido infectado no fim de novembro, em João Pessoa (PB), durante o segundo turno das eleições municipais. Uma semana depois, foi transferido para São Paulo para se tratar, onde permaneceu desde então.

O emedebista se licenciou do cargo no dia 12 de janeiro.

O corpo do senador será levado para sua terra natal, Araruna (PB), onde será enterrado.

Casado com a desembargadora Maria de Fátima Bezerra, deixa três filhos —Maria Alice, Leônidas e Letícia— e dois netos —José Neto e Maria de Fátima.

O senador foi eleito para seu segundo mandato no Senado em 2014. Já havia sido governador da Paraíba por três vezes, vice-governador, deputado constituinte, deputado federal e deputado estadual.

Iniciou sua carreira política em 1955 na Assembleia Legislativa da Paraíba. Teve os direitos políticos cassados pelo regime militar, mas voltou à atividade parlamentar com a redemocratização do país.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.