Secretário de Segurança não confirma criação do Bope

Mafalda Moura 
 
O futuro secretário de Segurança Pública do Estado da Paraíba, Cláudio Lima, disse que combater a criminalidade é um processo complexo e precisa de investimento, treinamento e interlocução com outros poderes. Para ele, não é possível fazer segurança isoladamente, ou seja, não se pode cobrar resultados apenas da polícia, mas do todo.
 
– É necessário que a segurança pública seja vista como uma atividade dentro de um sistema muito grande. Do ponto de vista policial, só se faz segurança com homens treinados, investimento e com a interlocução com os demais poderes. Não se faz cobrando só da polícia, é uma questão muito mais complexa e depende de investimento.
 
Sobre as especulações acerca da criação de um Batalhão de Operações Especiais na Paraíba (BOPE-PB), o secretário disse não ter conhecimento sobre esse assunto.
 
– Essa discussão não partiu da Cúpula da Segurança Pública, não é uma informação confirmada. Claro que se pudermos melhorar qualquer grupo especial nós vamos melhorar, mas por enquanto essa informação não procede. 
 
Crime organizado – Ao ser questionado sobre os assaltos aos bancos em todo o estado o secretário disse que esse tema merece tratamento especial e atenção redobrada, além de interação com estados vizinhos.
 
-O assalto a banco já foge do crime comum, é um crime organizado, nesse caso, necessita de um trabalho especial da inteligência e até da integração dos outros estados, pois os criminosos migram de um estado para outro e visam aquelas que estão mais fáceis. Eu fiquei sabendo de um encontro onde o atual secretário, Dr Gominho se reuniu com os demais secretários do Nordeste para discutir esse tema. E nós vamos avançar com a interação com os outros estados.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.