Secretário de Saúde rebate informações de ministro sobre a PB: “Temos seringas suficientes”

 

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, contestou nesta quinta-feira (14), informações repassadas pelo Ministério da Saúde de que a Paraíba não dispõe de seringas e agulhas para vacinação contra a Covid.

Segundo o secretário Geraldo Medeiros, a Paraíba possui seringas e agulhas suficientes para cobrir toda a primeira fase de vacinação.

“A Paraíba dispõe de agulhas e seringas suficientes para a primeira fase da vacinação. Estamos recebendo agora no início de fevereiro mais 400 mil seringas e agulhas e a população pode ficar tranquila que o estado tem seringas e agulhas suficientes para essa primeira fase”, garantiu.

A primeira fase da vacinação, informou o secretário, abrangerá idosos acima de 75 anos ou então aqueles acima de 65 anos que vivem em asilos e abrigos, profissionais de saúde e indígenas que residem em terras indígenas.

“O estado dispõe de seringas e agulhas suficientes para todo o mês de fevereiro e final de janeiro será a primeira fase da vacinação”, reforçou.

A informação dada ao STF foi passada pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental interposta pelo partido Rede Sustentabilidade contra a Presidência da República. Segundo o secretário Geraldo Medeiros, as informações do MS são antigas.

“Em relação a informação do Ministério da Saúde ao Supremo Tribunal Federal de que alguns estados não dispunham de seringas e agulhas suficientes para o início da vacinação, essa é uma informação antiga”, disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.