SBT decide pagar multa e tira Eliana da Record

O SBT contratou a apresentadora Eliana Michaelichen Bezerra, 35, pelos próximos quatro anos. O SBT vai pagar pouco mais de R$ 1 milhão pela rescisão do contrato, que venceria em dezembro. Meses atrás, a Record procurou a apresentadora para renovação, mas, segundo Ooops! apurou, os bispos se negaram a dar o reajuste que Eliana pediu na ocasião.

No SBT, por contrato, terá um programa nas tardes de domingo. Ela exigiu que parte do conteúdo desse futuro programa estivesse em cláusula: haverá uma porcentagem "X" de matérias e reportagens que estejam relacionadas a ciência e ecologia, por exemplo.

Não foram revelados valores, mas acredita-se que, na Record, Eliana ganhasse algo na faixa dos R$ 250 mil. No SBT esse valor mais que triplicou (especula-se em R$ 800 mil).

Eliana ficou na Record por dez anos. Com a saída de Boris Casoy e Raul Gil, se tornou a única apresentadora ou âncora que sobreviveu a quase duas "gerações" inteiras de estrelas e programas.

Em 2005, quando a emissora começou o discurso "a caminho da liderança", soube se reinventar, mudou de público, de estilo e, pode-se dizer sem receio, se deu muito bem. Ao ponto de vencer no ibope, por anos a fio, o antigo mentor e aquele que acaba de recontratá-la: Silvio Santos.

O turrão

Segundo Ooops! apurou, a Record perdeu Eliana já no início de janeiro, quando a emissora fez uma oferta considerada "insossa" pela renovação. Para efeitos de comparação, Britto Jr. e Anna Hickmann ganhavam mais do que Eliana.

Quando a apresentadora fez uma contra-oferta, um bispo envolvido disse que o caso estava "encerrado". Não havia como renovar desse jeito, resmungou. Não houve mais contato.

Na última sexta, por mais de quatro horas e meia (das 17h00 às 21h30), esse mesmo bispo e seus interlocutores tentaram demover Eliana da idéia. Mas o caso estava encerrado.

Uol

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.