Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Saúde orienta como se prevenir contra dengue, zika e chikungunya

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa (SMS-JP), objetivando promover a prevenção, orienta a população de como se prevenir contra as arboviroses neste verão. De acordo com a diretoria de Vigilância em Saúde da SMS-JP, a prevenção contra a dengue, zika e chikungunya começa em casa, com os cuidados e o combate à proliferação do principal agente transmissor das doenças: o mosquito Aedes aegypti.

“A prevenção contra a dengue e outras arboviroses é de fundamental importância porque se traduz como uma ameaça à saúde coletiva. Os agentes de combate às endemias e os agentes comunitários de saúde trabalham como mediadores na saúde básica, buscando qualidade de vida e prevenção para essas doenças”, explicou Danielle Melo, gerente de Vigilância Epidemiológica de João Pessoa.

Danielle Melo alerta para o papel essencial da população no combate às arboviroses. “A população também deve estar sempre em alerta e vigilante para evitar que recipientes abertos possam acumular água, observando calhas, garrafas, caixas d’água, vasos de plantas, pneus e todo local que possa acumular água parada. É necessário verificar piscinas, que devem estar sempre com a manutenção em dia”, pontou.

Sinais e sintomas – A população também deve estar atenta aos sinais e sintomas das arboviroses, principalmente se eles se prolongarem.  “Devemos atentar para quadros febris, dores no corpo, sonolência e o aparecimento de manchas avermelhadas no corpo, principalmente se esses quadros aparecerem após exposição a água parada”, orientou o médico e clínico geral, Felipe Montenegro.

O especialista também informou sobre o tratamento, caso os sinais apareçam. “O tratamento da arbovirose, quando leve, apenas com os sinais citados, deve ser iniciado com suporte sintomático objetivando o controle dos sintomas: antitérmicos e analgésicos, evitando anti-inflamatórios e o AAS. A hidratação é de extrema importância nesses quadros com o objetivo, além do repouso para o complemento do quadro viral. Caso esses sintomas se prolonguem por mais tempo, ou seja, além de seis dias, com aparecimento de algum sangramento gengival, oral ou febre sustentada, é importante a procura de uma unidade de pronto atendimento (UPA) para avaliação médica e realização de exames”, destacou Felipe Montenegro.

Números das arboviroses – No ano de 2023, a gerência de Vigilância Epidemiológica da SMS-JP registrou um total de 4.049 casos de dengue na capital. Nos primeiros nove dias de 2024, foram computados 54 casos da doença.

Com relação à chikungunya em 2023, o município de João Pessoa registrou 669 casos da doença 2023 e, em 2024, até o dia 9 de janeiro, duas notificações da doença entraram nos registros da SMS-JP.

Os números relacionados à Zika nos 12 meses de 2023 ficaram em 30 casos no total, sendo que este ano João Pessoa ainda não teve registros de casos.

De acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), em 2023, João Pessoa registrou um óbito por dengue. Lembrando que no ano de 2022 a dengue fez uma vítima e a chikungunya causou três mortes.

 

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Anteriores

edsonfachin

Ministro do STF decide arquivar ação contra reeleição antecipada de Adriano Galdino

Sodiê

Governo da Paraíba dispensa emissão de documentos fiscais em mercadorias doadas ao RS

lovina

MPF intervém e Prefeitura de Cabedelo demole obra ilegal de contenção marítima do Lovina

chuvasrs (1)

Com chuva forte, água sobe pelos bueiros e volta a inundar ruas em Porto Alegre

1af1367b-89e5-4e87-ae7e-586266147ed4

Paraíba participa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite a partir de segunda

tourinho1 (1)

APCA homenageia imprensa da Paraíba com a Comenda Acadêmico Mário Tourinho

Poste, batida

Paraíba registra 242 colisões em postes este ano; João Pessoa e Campina lideram

Lixão a céu aberto

Prefeitura de Catolé do Rocha deve pagar indenização por lixão a céu aberto

Luciano Cartaxo 3

Luciano Cartaxo tem alta e deixa hospital em João Pessoa

PF operação

Operação da PF mira empresas clandestinas de segurança privada