Sarney promete providências sobre continuidade de fantasmas no Senado

Em sua primeira entrevista após viagem a Nova Iorque, o presidente do Senado, José Sarney, disse que irá tomar providências em relação à permanência das irmãs Kelly e Kelriany Nascimento da Silva no quadro de servidores da Casa. O fato foi noticiado ontem pelo jornal Correio Braziliense, uma semana após o gabinete do senador Efraim Morais (DEM-PB) – responsável pela contratação – ter encaminhado pedido de exoneração das irmãs à Diretoria-Geral do Senado.

– Quando soube da denúncia [contratação irregular dessas funcionárias], solicitei imediatamente à Polícia Federal e à Polícia do Senado a abertura de inquérito sobre o caso. Também determinei à Diretoria-Geral da Casa que abrisse inquérito administrativo para demitir quem agiu de forma incorreta – comentou José Sarney.

Nesta quinta-feira, 27, às 15h, as irmãs Mônica da Conceição Bicalho, ex-assessora de Efraim, e Kátia Regina Bicalho vão prestar depoimento à Polícia do Senado sobre o caso. Kelly e Kelriany acusam Mônica Bicalho de tê-las incluído no quadro funcional da Casa sem o conhecimento de ambas. Em relato à imprensa, Kelriany disse ter descoberto ser funcionária do Senado ao tentar abrir uma conta bancária. O salário depositado mensalmente para pagamento das irmãs, cerca de R$ 3,8 mil, estaria sendo movimentado por Mônica Bicalho.

As irmãs que denunciam a contratação irregular prestaram depoimento à Polícia Legislativa do Senado no último dia 20.

Agência Senado

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.