Sarney afirma que não quer ser reeleito para presidir Senado

O presidente do Senado, José Sarney, declarou na manhã de hoje que não pretende se candidatar à reeleição. Questionado por jornalistas quando chegou ao Congresso, de manhã, Sarney afirmou que não deseja ser candidato em fevereiro, quando seu sucessor será escolhido.
 
– Continuo com o mesmo ponto de vista. Não desejo nem quero ser presidente do Senado [a partir de fevereiro] – declarou.
 
Segundo notícias recentes veiculadas na imprensa, o PMDB estaria se articulando para que Sarney permaneça na presidência do Senado na próxima legislatura.
 
Os jornalistas também perguntaram sobre a perspectiva de votação do Orçamento da União para 2011. Em resposta, Sarney disse ter conversado na sexta-feira (12) com o relator geral do projeto orçamentário, senador Gim Argello (PTB-DF), pedindo a ele que faça "todo o esforço possível" para que a matéria seja votada no menor tempo possível.
 
Gim Argello concluiu na sexta-feira o relatório preliminar do Orçamento, tendo acolhido 39 das 192 emendas apresentadas por deputados e senadores à proposta. Na tarde desta terça, a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) se reúne com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e depois examina o relatório preliminar do Orçamento para o primeiro ano de governo da presidente eleita Dilma Rousseff.
 
 
 
Agência Senado

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.