Santiago terá 15 minutos para se defender em sessão que vota seu afastamento

O deputado federal paraibano Wilson Santiago (PTB), afastado do cargo por Celso de Mello em 23 de dezembro do ano passado, poderá ocupar a tribuna da Câmara hoje para se defender. A sessão já contava com quorum às 16 horas e pode ser iniciada a ordem do dia. O único item da pauta é o afastamento de Santiago.

Em robusto inquérito da Polícia Federal e denúncia da Procuradoria-Geral da República, ele é acusado de organização criminosa e corrupção passiva no âmbito da Operação Pés Barro.

Seu afastamento será decidido hoje pelos pares.

Dada a urgência da matéria, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania será proferido no próprio plenário. O relator, por enquanto, é o deputado Fábio Trad, do PSD do Mato Grosso do Sul.

Após leitura do relatório e discussão da matéria, a palavra será dada a Santiago e ao seu advogado, por até 15 minutos cada.

 

O Antagonista

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.