Salomão acusa equívoco em decisão do TCE que lhe multou em R$ 90 mil

O ex-prefeito de Sousa, Salomão Gadelha, procurou o Parlamentopb para apresentar sua argumentação a respeito da decisão tomada pelo Tribunal de Contas do Estado na tarde de hoje. O TCE reprovou as contas de 2003 do ex-gestor e ainda lhe aplicou uma multa de R$ 90.619,51 por despesas não comprovadas com recursos do Fundef. Segundo Salomão, houve um equívoco na decisão do TCE. Ele adiantou que vai ingressar com embargos para reverter decisão.

De acordo com o ex-gestor, os recursos aplicados, aos quais a decisão se refere, tiveram a devida comprovação: “Ocorre que algumas despesas não estavam especificadas dentro da rubrica que integram a movimentação financeira do município e neste caso a devolução dos recursos deverá ocorrer internamente, pela atual gestão”, explicou Salomão. Ele também explicou que o próprio tribunal admite o parcelamento da dívida.

De acordo com o ex-gestor, o fato é semelhante ao ocorrido com o ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB), no caso referente aos recursos do Fundeb, que foram destinados à Estação Ciência.

“Para esclarecer o equivoco, nós vamos ingressar em tempo oportuno com os devidos embargos de declaração”, finalizou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.