Ruy censura João e alerta: “Enquanto o PSDB briga, Maranhão avança”

O deputado estadual Ruy Carneiro (PSDB) comentou hoje a especulada piora da crise estabelecida no ninho tucano, apesar de negar já esteja em curso uma preparação do senador Cícero Lucena (PSDB) para a formalização da recusa de apoio do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do senador Efraim Morais, presidente do DEM. Segundo ele, a crise existe e beneficia o atual governador, José Maranhão (PMDB).

"Enquanto estamos brigando, [José] Maranhão vai avançando. Não podemos perder esse foco, ele é nosso adversário, porque às vezes problemas internos são criados e desviam esse entendimento", declarou Ruy à Rede Paraíba Sat. Ele, contudo, negou que Cícero já tenha sido informado de um eventual rompimento dos dois aliados: "Não soube disso, embora perceba que o discurso de Efraim Morais sinalize algo assim. Quanto a Cássio, ele tem se mantido em silêncio. Eu defendo a pacificação e a candidatura própria do PSDB ao Governo".

Mesmo entendendo que o denominador comum é quase impossível de ser encontrado, Ruy declarou que não acredita na realização de uma convenção para sanar o impasse: "É praticamente impossível haver convenção no PSDB. Todos personagens do PSDB hoje estavam na convenção do PMDB no passado. É um evento traumático e dificilmente os agentes se juntarão no futuro. Sou amigo de Cássio e Cícero e defendo a pacificação".

João e Maranhão – Finalmente, o deputado comentou o fato de o líder do PSDB, João Gonçalves, ter acompanhado hoje de manhã o governador José Maranhão em visita às obras do Bessa e declarou que o episódio é "anormal". "É anormal João estar visitando obras com José Maranhão. O problema é que se começou a trabalhar essas teses, que eu entendo como princípios da democracia, e ele poderia dizer que também não é normal o PSDB ter candidato ao Governo e nossos filiados estarem viajando e acompanhando Ricardo Coutinho".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.