Rumores apontam rompimento do presidente da AL com Governo

Um dia depois da derrota sofrida pelo Governo do Estado na votação da MP 183, que fundia as secretarias da Receita e das Finanças em uma única Pasta, a da Fazenda, uma especulação atribuída à fala de três deputados cujos nomes não foram revelados, deu conta de que o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo (PSDB), ausente à sessão de ontem, teria articulado o placar adverso ao Governo como sinal de rompimento com o grupo de situação. A informação publicada pelo portal Correio acrescentou que o tucano teria dito “quem está comigo não está com Ricardo Coutinho”.
 
O Parlamentopb procurou a coordenadoria de Comunicação da Assembleia Legislativa para obter informações sobre o eventual estremecimento de relações entre o chefe do legislativo e o do executivo estadual. Por telefone, a resposta à pergunta foi que Ricardo Marcelo tem uma boa relação com o governador Ricardo Coutinho e não participou de qualquer articulação sobre as votações no dia de ontem: "O presidente não pertence a nenhuma bancada. Ele age como magistrado na Assembleia Legislativa. Isso não passa de uma especulação. Tanto que nenhum deputado assumiu a autoria desta tese", comentou o jornalista Hermes de Luna, coordenador de Comunicação da Assembleia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.