Roseana diz que banca saúde de Bayeux e alfineta Hervázio e Tavinho

A secretária de Saúde de João Pessoa Roseana Meira é conhecida por não ter papas na língua. Uma amostra de seu comportamento foi dada em recente entrevista ao programa Bastidores, apresentado pelo Padre Albeni na TV Master. A secretária não evitou os temas mais espinhosos, como as críticas feitas pelo prefeito de Bayeux, Jota Júnior (PMDB) de que ela não teria repassado recursos para aquele município.

– Praticamente, a saúde de Bayeux quem faz é João Pessoa. Lá até tem um pronto atendimento e um hospital, só que não tem anestesista. Eu também viria parir aqui [em João Pessoa]. O senhor não viria, não – perguntou ao apresentador, acrescentando – De 2005 a 2009, nós já investimentos quase R$ 69 milhões só com dinheiro da prefeitura. Então, é uma questão de prioridade e de responsabilidade. Uma grande parte da saúde de Bayeux quem banca somos nós.

Roseana afirmou que coube à Prefeitura de João Pessoa repassar R$ 2,5 milhões mensais ao Governo do Estado pelos atendimentos prestados aos moradores a capital. Também teria sido uma atribuição da Pasta gerida por ela "salvar da falência" os hospitais São Vicente de Paulo, Padre Zé e João Soares.

Ainda tratando de temas da Saúde, Roseana afirmou que as cirurgias cardíacas realizadas com recursos do Governo são uma obrigação da administração estadual, a quem caberia os procedimentos de alta complexidade:

– Isso não é mérito. É obrigação. Mas o Ministério da Saúde ainda não credenciou o Arlinda Marques porque o hospital não tem condições. Ele não atende os requisitos. Encontramos baratas e mata-moscas na nossa vistoria, no bloco cirúrgico. Eu não queria que meu filho fizesse uma cirurgia numa situação dessas. Na mídia, disseram que éramos contra as cirurgias, mas não se trata disso.

Finalmente, o foco de Roseana se voltou para a política para revidar críticas de "falta de sensibilidade" feitas pelos vereadores Hervázio Bezerra (PSDB) e Tavinho Santos (PTB):

– Se o que Hervázio chama de sensibilidade é má versação de recursos públicos, apadrinhamento dentro da prefeitura, valorizar o amigo e deixar o inimigo sem nada, eu realmente não tenho. Eu acho que a saúde é um direito do cidadão. Acho tão interessante o vereador Tavinho Santos, que até bem pouco tempo era só elogios e bajulação… ele precisa ser mais coerente e deixar de ficar saltando para as conveniências de quem está no poder. Antes, estava com Cícero, depois passou para Ricardo, depois para Maranhão. Eu acho que ele devia se comportar mais eticamente.

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.