Ronaldo Filho promete pressionar Estado e União por mais verbas

O vice-prefeito de Campina Grande, Ronaldo Cunha Lima Filho, diz que está assumindo com entusiasmo a nova missão delegada a ele pelo prefeito Romero Rodrigues: coordenar a criação, instalação e funcionamento do Conselho Municipal de Segurança Pública de Campina Grande. Para Ronaldo, além de deixar a "zona de conforto institucional", a prefeitura espera colaborar em nível de parceria com os governo do Estado e federal, sem margem para "politicagem" de qualquer ordem, mas imbuída na busca de resultados em favor da população.

 
– Pretendemos criar, com o Conselho, uma ambiência propícia ao debate com a sociedade campinense de soluções, imediatas e de médio prazo, para um problema complexo que tem apresentado um preocupante e notável crescimento local nos índices de insegurança pública – explica o vice-prefeito, assegurando que a prefeitura não vai deixar de dar sua colaboração e também cobrar dos que constitucionalmente têm responsabilidades com a segurança no Estado.
 
Para Ronaldo Filho, o momento é de união do poder público com a sociedade civil organizada, no sentido de afastar das famílias do município a sensação reinante de insegurança, diante da crescente onda de violência, comum aos grandes centros urbanos do Brasil. "Temos o desafio de, dentro de nossas possibilidades, sugerir alternativas, elevar o nível de percepção e monitoramento dos fatos graves que ameaçam a cidadania e apoiar toda e qualquer iniciativa de combate ao crime e ao aumento da violência", observa o vice-prefeito
 
Através do Conselho Municipal de Segurança Pública, acredita Ronaldo, a sociedade de Campina Grande terá um instrumento eficiente para ser ouvida, via entidades representativas, e também avaliar experiências exitosas em outras partes do Brasil, no que toca à participação do Município desenvolvendo ações integradas, pressão legítima por resultados e metas a serem atingidas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.