Roberto Cavalcanti comemora verba recorde para pesquisa na Antártica

O senador Roberto Cavalcanti (PRB) comemorou ontem, no plenário do Senado Federal, a destinação de verba recorde de R$ 15 milhões para pesquisas no continente Antártico. A verba está prevista no edital do Programa Antártico Brasileiro (Proantar), lançado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia.
 
O parlamentar lembrou a importância das pesquisas na Antártica para a compreensão das mudanças climáticas.
 
“Essas pesquisas permitem que se compreenda, entre outras coisas, a formação do buraco na camada ozônio; a implicação das mudanças da biodiversidade da Antártica nos recursos pesqueiros do Brasil; e a formulação de modelos climáticos brasileiros de altíssima precisão”, alertou o senador.
 
O edital do Proantar pretende incentivar as interações entre os pesquisadores sul-americanos, favorecendo a cooperação científica e a integração multilateral.
 
Roberto Cavalcanti ressaltou que o edital representa um aumento de 1.500% em relação à dotação habitual para a pesquisa antártica, atualmente estacionada em torno de R$ 900 mil anuais.
 
De acordo com o senador, o Proantar gastou em ciência, nos últimos 23 anos, cerca de R$ 25 milhões, ou pouco mais do que custou a viagem do astronauta Marcos Pontes ao espaço, em 2006.
 
O parlamentar afirmou que o edital deste ano só se tornou possível com a aprovação de uma emenda parlamentar da Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática (CCT) do Senado Federal, no valor de R$ 15 milhões.
 
O senador elogiou o trabalho da Frente Parlamentar de Apoio ao Programa Antártico Brasileiro, composta por 54 senadores e 121 deputados e presidida pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.