Roberta Sá e Renata Arruda animam penúltima noite do Extremo Cultural

 Um grande público se reuniu no Busto de Tamandaré para assistir aos shows da penúltima noite do Extremo Cultural – Onde o Som Toca Primeiro. Roberta Sá e Renata Arruda foram as duas atrações desta sexta-feira (31). A cantora potiguar apresentou a João Pessoa sua turnê "Segunda Pele", enquanto a artista paraibana escolheu a cidade para gravação de seu novo DVD.

 
Renata Arruda fez a primeira apresentação da noite, reunindo sucessos de seus 20 anos de carreira no show "Marcas e Sinais". Entre as 20 músicas interpretadas, ela abriu com Fique à Vontade, e logo em seguida saudou o público. “A gente torce que vocês se divirtam tanto quanto a gente se diverte levando esse som para vocês”, disse a cantora antes de cantar seu maior hit, Porta do Sol.
 
No intervalo de uma canção e outra, Renata ganhou o público recitando poemas e exibindo nos telões fotos que marcaram sua carreira. O show da paraibana contou, ainda, com a participação especial de artistas como Nando Cordel, na música Rota; Sandra de Sá, cantando Libera; o sanfoneiro Eduardo Araújo, em Proibido Cochilar; além de Erick Von Sohsten e Antônio de Pádua, interpretando Sair Só.
 
Durante 90 minutos de música, a artista paraibana ainda cantou outros sucessos como Templo, Vitamina, Deixa Eu Voltar, Espumas ao Vento e Canudinho.  Após sua apresentação, Renata afirmou que a melhor parte de fazer shows em festivais é receber a energia do grande público. “Feliz. É assim que sintetizo meus 20 anos de carreira.”, finalizou a cantora.
 
Roberta Sá – A segunda atração da noite, Roberta Sá, subiu ao palco por volta das 22h30, em meio aos gritos do público, em sua maioria formado por jovens. Ela abriu o repertório de 15 números musicais, com a canção Bem a Sós, seguida de Segunda Pele, que dá nome à turnê.
 
O público cantou em coro as músicas Mais Alguém, Cicatrizes e Interessa. Roberta interpretou, ainda, outras canções, a exemplo de Samba de um Minuto, Pelas Tabelas, Samba de Amor e Ódio, Altos e Baixos e O Nego e Eu.
 
Antes de subir ao palco, Roberta comentou que é sempre um prazer tocar em João Pessoa e disse que pretende voltar à cidade com o novo trabalho que está preparando para comemorar a primeira década de sua carreira. “Dez anos de carreira na música brasileira é bastante motivo para celebrar”, disse a artista.
 
O projeto – O projeto “Extremo Cultural – Onde o Som Toca Primeiro” é uma realização da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio de sua Fundação Cultural (Funjope). Este ano, o evento teve início em 4 de janeiro e participaram artistas como Jota Quest, Frejat, Beth Carvalho, Gal Costa e Vanessa da Mata. Neste sábado (1), última noite do festival, se apresentam Titãs e Val Donato.
 
Para o diretor executivo da Funjope, Maurício Burity, o saldo do evento é positivo, além de ser um sucesso de público. “Estamos incentivando os artistas locais, valorizando a cultura popular e consolidando o evento com os artistas nacionais”, afirmou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.