Ricardo transmite governo ao presidente do TJPB por quatro dias

O governador do Estado, Ricardo Coutinho, transmitiu, no final da manhã deste domingo (8), seu cargo ao presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Abraham Lincoln da Cunha Ramos. A transmissão aconteceu no gabinete do Palácio da Redenção, em solenidade prestigiada por secretários de Estado, políticos, advogados e jornalistas. Lincoln ficará à frente do Governo até a quarta-feira (11), quando Ricardo retorna de viagem oficial aos Estados Unidos.
 
A ida de Ricardo ao exterior acontece ainda neste domingo. Ele segue rumo a Washington, onde participará de uma conferência sobre oportunidades de investimentos no Nordeste brasileiro. O evento acontece na próxima terça-feira (10), na sede do Banco Mundial.
 
Durante a permanência de Ricardo Coutinho fora do país, devido as ausências do vice-governador do Estado, Rômulo Gouveia, e do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo – que são os sucessores imediatos – deve assumir o presidente do Tribunal de Justiça, como prevê a Constituição Estadual.
 
Ricardo Coutinho disse que transmitiu muita satisfação o cargo ao presidente do TJPB: “Esse procedimento é mais um sinal de boa convivência entre os Poderes. A Paraíba está em processo de transição. Sei que o governo está nas melhores mãos”, destacou.
 
O desembargador Abraham Lincoln, por sua vez, disse estar honrado em assumir o governo: “É uma responsabilidade muito grande, mas estou tranquilo para cumprir a missão. Em momento algum fugirei dos padrões de governabilidade da atual gestão e estarei trabalhando no sentido do desenvolvimento que hoje o Estado vive”, disse.
 
Agenda com ministro – Até quarta-feira, Abraham Lincoln cumprirá agenda pré-definida. “Nesta segunda-feira (9), devo acompanhar o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, que virá à Paraíba para inaugurar duas agências do INSS, sendo uma no município de Mari e a outra em Sapé”, destacou.
 
Conferência – A viagem de Ricardo Coutinho para a conferência em Washington começou a ganhar corpo em julho do ano passado, quando o governador se reuniu com o presidente do Banco Mundial, Robert B. Zoellick.
 
Na oportunidade, Ricardo cobrou mais agilidade na contração de empréstimos e o fortalecimento de diálogo com investidores americanos. “Ele se comprometeu com essas causas e agora está fazendo a conferência para discutirmos investimentos”, explicou.
 
Durante o evento em Washington, Ricardo pretende mostrar os principais atributos paraibanos, não com o objetivo de competir com os demais estados nordestinos, mas com a proposta de promover o desenvolvimento regional articulado.
 
“Lá, vou enfatizar nossas potencialidades na área de mineração, tecnologia da informação, bem como no setor têxtil e de calçados. Também quero expor o turismo do Estado, pois quem investir no setor turístico daqui não vai ter prejuízo, já que nossa demanda está cada vez maior”, disse o governador.
 
Segundo ele, o principal objetivo com a conferência é buscar inserir a Paraíba nos circuitos internacionais de desenvolvimento. “Temos muita coisa para dialogar com o mundo e estou cumprindo este papel, de estar presentes e propiciar melhores dias para nosso Estado, mesmo que em longo prazo”, concluiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.