Ricardo promete recorrer à CBF para incluir Campina Grande como sub-sede

O prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, informou hoje à tarde que vai manter um novo encontro com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, em Salvador, no próximo dia 9. Coutinho vai conversar com Teixeira em um jantar para o qual foi convidado pela CBF e que deve reunir prefeitos nordestinos, autoridades baianas e dirigentes esportivos brasileiros horas antes do jogo entre Brasil e Chile, disputado no estádio Pituaçu e válido pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Na ocasião, Ricardo deverá pedir ao dirigente da CBF que inclua Campina Grande entre as cidades sub-sedes do mundial de futebol. Caso seja atendido, o prefeito da capital adiantou que vai procurar a representação da Câmara de Dirigentes Lojistas da Rainha da Borborema, assim como o prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) para buscar apoio a fim de viabilizar a ideia.

O anúncio foi feito hoje à tarde durante a solenidade de posse dos novos membros do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), no Paço Municipal. O órgão tem como finalidade criar condições para incrementar o desenvolvimento da atividade turística do Município de João Pessoa.

Anteriormente, o Comtur era formado por vinte representantes escolhidos entre órgãos públicos e da sociedade civil. A partir de hoje, a entidade ganha o reforço do setor acadêmico. De acordo com o secretário de Turismo de João Pessoa (Setur), Elzário Pereira Júnior, a criação efetiva do Comtur pode ser considerada um fato que será como um divisor de águas para o setor. "Graças a uma determinação do prefeito Ricardo Coutinho estamos dando mais um passo decisivo para o crescimento e fortalecimento do turismo na Capital", avalia.

Para o secretário adjunto de Turismo, Diego Tavares, em termos práticos a inclusão desses novos membros é de extrema importância do ponto de vista estratégico para o crescimento e fortalecimento do setor. "Essa interligação entre a formação acadêmica e o setor profissional servirá de base para a elaboração de políticas públicas voltadas para o turismo, levando em consideração os estudos que estão sendo desenvolvidos nos cursos superiores de turismo na Capital", comenta.

Além de abrir espaço para o setor acadêmico, a Lei 11.708 que já foi sancionada pelo prefeito Ricardo Coutinho cria diretrizes que devem ser seguidas a longo prazo, de acordo com os direcionamentos do Ministério do Turismo, independente da mudança de gestores. "Com a lei fica instituído um plano de desenvolvimento do setor. Isso significa que os projetos terão continuidade e o turismo da cidade não corre mais o risco de ficar sem rumo a cada mudança de governo municipal", explica Diego Tavares. A lei já servirá de base para os projetos que serão desenvolvidos a partir do segundo semestre deste ano pelos novos membros do Comtur.

O Comtur – É um órgão consultivo e de assessoramento criado com o objetivo de implementar a política Municipal de Turismo junto a Setur/JP. Os membros efetivos são representantes das seguintes entidades públicas: Secretaria de Turismo (Setur); Secretaria de Planejamento (Seplan); Secretaria de Meio Ambiente (Semam); Superintendência de Transportes e Trânsito (STrans); Fundação Cultura de João Pessoa (Funjope); Secretaria de Comunicação (Secom); Coordenadoria de Proteção dos Bens Históricos e Culturais do Município de João Pessoa (Probech); Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedurb); Câmara Municipal; Assembléia Legislativa da Paraíba; Sec. Estadual de Turismo e Desenvolvimento Econômico.

O Comtur conta com os seguintes representantes da sociedade civil: Associação Brasileira de Agência de Viagens (Abav); Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH); Associação Brasileira de Jornalismo de Turismo (Abrajet); Convention e Visitors Bureaun (JPA&CV); Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes e Similares de João Pessoa (SHRBS); Associação Bares e Restaurantes (Abrasel); Sindicato do Guias de Turismo da Paraíba (Singtur) Associação Brasileira de Bacharéis em Turismo (ABBTUR); Faculdade de Turismo (IES); e mais dois representantes, sendo um do terceiro setor e outro da sociedade civil. O Conselho é presidido pelo secretario Municipal de Turismo, cujo mandato é de dois anos, assim como o de todos os outros representantes de entidades.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.