Ricardo e prefeito atribuem a Maranhão “calendário eleitoreiro” de obras

O comício realizado ontem à noite em Alagoa Grande pela Coligação Uma Nova Paraíba marcou o endurecimento das críticas da oposição ao governador José Maranhão (PMDB). O principal adversário do peemedebista, Ricardo Coutinho, acusou o gestor de ter criado um calendário eleitoreiro de obras: "Temos que acabar com esse calendário absurdo de obras puramente eleitoreiras. É preciso construir pensando no futuro e nas necessidades do povo e não na lógica do voto".

Acompanhado de seu vice-governador, Rômulo Gouveia (PSDB) e do candidato ao Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB), Ricardo falou de seu desejo de começar um processo de mudança no Estado. "Ao ouvir o depoimento do prefeito João Bosco, percebemos a importância da parceria entre o Estado e os municípios. É preciso trabalhar em equipe. Quero acabar com as práticas da República Velha e fazer da Paraíba um Estado realmente democrático", frisou.

O socialista repercutiu as palavras do prefeito de Alagoa Grande e falou sobre o problema apresentado em Camará. "Camará foi também uma obra eleitoreira. Feita as pressas para angariar votos, sem o mínimo de critério ou cuidados. O que vimos foi a destruição não apenas de uma barragem, mas de toda uma comunidade", avaliou.

João Bosco – O prefeito de Alagoa Grande, João Bosco Carneiro Júnior (PPS), afimrou que José Maranhão seria o responsável pelo desabamento da barragem de Camará, ocorrido na noite de 17 de Julho de 2004. A barragem rompeu após uma falha de construção, atingindo parte dos territórios e moradores dos municípios de Alagoa Nova, Areia e os sítios urbanos das cidades de Alagoa Grande e Mulungu, onde o desastre assumiu maior dimensão.

Segundo ele, os problemas estavam na construção da barragem e não em sua manutenção. "José Maranhão é responsável por aquele desastre. Como uma barragem de apenas 6 meses, com 60% de sua capacidade total poderia precisar de manutenção? Os problemas de Camará estavam na sua construção e José Maranhão sempre soube disso. O desastre em Camará tem nome: José Maranhão", garantiu.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.