Ricardo diz que mudança de Cartaxo “pega mal” e Rodrigo vê fato vencido

O prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), disse que a mudança de pensamento do vice-governador do Estado, Luciano Cartaxo, a respeito do apoio prometido ao PSB em 2010 "pega mal". Ricardo comentou o caso e disse que, para ele, a palavra de um homem basta, não sendo necessário assinar um documento. Contudo, o socialista considera que o termo assinado por Cartaxo é claro quanto à promessa de composição com o PSB paraibano.

"Comigo, minha palavra basta. Se eu mudar de opinião, tenho a dignidade e o respeito de chamar a pessoa com quem eu pactuei e explicar os motivos de minha mudança. É claro que houve um documento que também é muito claro. Pega muito mal tentar nos colocar na disputa do PT. Não aceitamos isso. Repilo essa estratégia, que não é um bom caminho para ele [Luciano Cartaxo], inclusive. Por outro lado, penso que está claro, não adianta dizer que a culpa é do demônio, ou de uma aliança especulada com quem quer que seja. A escrita lá é de promessa de apoio em 2008 e 2010. Se ele não vai cumprir, cabe a ele explicar", disse o prefeito.

Por outro lado, o deputado estadual Rodrigo Soares (PT) minimizou o episódio da divulgação do documento assinado por Cartaxo e disse que não há razão para se discutir esse assunto, já que o termo de apoio foi assinado em 2006: "Isso é fato vencido. Quem quebrou o documento foi o PSB que saiu da aliança de centroesquerda que governa a paraíba. O documento não tem mais validade. Só lamento que alguém queira ter apoio em cima desse tipo de prática. Devemos querer construir alianças em prol da Paraíba e não baseado em um documento tão antigo", disse.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.