Ricardo critica abraço de João em Lula: “Está desesperado e é oportunista”

“Um abraço de afogados”. Foi assim que o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) reagiu ao comentar o cumprimeiro do governador João Azevêdo (Cidadania) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Natal. na semana passada, durante um encontro do Consórcio Nordeste. A declaração foi feita por Ricardo neste domingo no Programa Trem das Onze da Rádio Alto Piranhas de Cajazeiras, apresentado por Sales Fernandes e Fernando Caldeira.

 

“Aquele abraço me pareceu um abraço de afogados. ALgo desesperado por parte do atual governador. Há seis meses, ele dizia que Lula era igual a Bolsonaro, dois extremistas e depois tenta se agarrar ao ver que Bolsonaro afundou. É uma demonstração clara de oportunismo. Mas, se todos quisessem apoiar Lula na Paraíba, eu não faria nada contra. Mas, o presidente Lula sabe e não fui em quem colocou nada para ele. Foi ele que me disse que eu era o candidato dele. Ele disse isso quando nos encontramos recentemente”, comentou o socialista que deve migrar para o PT ainda este mês.

Na avaliação de Ricardo, Lula precisa de candidaturas confiáveis nos Estados: “Gente que segure a onda nos bons e nos maus momentos. Se no meio da campanha tiver uma crise ou uma baixa, essa turma tira o time. Tem gente que só o prestígio que Lula tem. Eu advogado a tese de que temos que ter uma candidatura que resgate o que Lula pensa, uma candidatura ao Senado para a qual coloco meu nome e para derrotar os candidatos bolsonaristas que querem ludibriar o povo”, completou Ricardo Coutinho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.