Ricardo Coutinho suspende reajuste salarial de professores

O reajuste salarial de 10% oferecido pela Prefeitura de João Pessoa aos professores da rede municipal de ensino está suspenso. A informação foi dada há pouco pelo prefeito Ricardo Coutinho (PSB) durante a solenidade de lançamento do projeto de Integração dos Transportes Metropolitanos, no Parque Solon de Lucena, na capital.

"Nós oferecemos um reajuste que foi rejeitado pelo Sindicato. Se o sindicato não quis, tudo bem. A gente suspende. Eu espero que o sindicato represente a categoria porque a maioria dos professores não compareceu à assembleia convocada para decidir sobre a greve", declarou Ricardo.

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura esclareceu que a suspensão só se aplica ao pessoal do magistério. Os demais servidores que tiveram uma adequação variável a seus vencimentos receberão sem anormalidade.

Ontem, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município se reuniram com o secretário de Administração, Gilberto Carneiro e com o chefe de gabinete da Prefeitura, Nonato Bandeira, mas não houve acordo. O sindicato exige 20% de reajuste e a Prefeitura alega que só pode oferecer 10%.

Para o Sintem, a margem de reajuste seria possível graças ao aumento no repasse do Fundeb. A administração municipal sustenta existir apenas uma previsão de aumento e acrescenta que, mesmo assim, o limite de uso de 60% na verba do fundo para pagamento de salários dos docentes já está comprometido.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.