Ricardo Coutinho considera que situação do Detran é caso de polícia

O governador eleito da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), deu uma declaração contundente no início da noite de hoje no escritório de transição ao apresentar mais auxiliares de sua futura gestão. Ao ser perguntado do motivo pelo qual convidou o delegado da Polícia Federal Rodrigo Carvalho para gerir o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ele não titubeou:

– O Detran é um caso de polícia. Ele tem uma corrupção entranhada que precisa ser debelada. Há interesses que sobrevivem há muito tempo por lá e precisam ser organizados. Para isso, não apenas um delegado, mas uma pessoa competente para modernizar, para colocar a tecnologia a serviço da população e vai devolver o órgão ao usufruto coletivo e acabar com as quadrilhas que se alimentam das dificuldades criadas para vender as facilidades. Isso precisa acabar e eu dei carta branca para que a direção do Detran aja da maneira necessária com a ajuda da Secretaria de Segurança.

Ao ser indagado sobre a declaração dada hoje pelo governador José Maranhão (PMDB), que considerou sua equipe uma "colcha de retalhos", Ricardo respondeu:

– O tempo dele para dizer este tipo de coisa acabou. Eu tenho uma equipe muito bacana. Alguém querer convencer que é uma colcha de retalhos, tendo uma colcha totalmente furada é achar que a população não entende as coisas. A equipe vai atuar de forma convergente e tenho a autoridade necessária para cobrar isso. Compus o governo respeitando a todos, mas obedecendo um perfil que é meu. Ele deveria estar sendo mais civilizado e não cometer tantos atos que atentam contra o frágil equilíbrio financeiro do Estado.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.