Ricardo Coutinho cita pesquisas internas e diz que resultados são melhores

Os efeitos da pesquisa Ibope, divulgada pela TV Cabo Branco na noite de sexta-feira foram sentidos no IV Encontro das Oposições, em Guarabira. Lá, o pré-candidato do PSB ao Governo, Ricardo Coutinho, comentou os números, concordou com os argumentos do coordenador de sua pré-campanha, Nonato Bandeira, e não quis criar polêmica com o instituto. A alfinetada ficou para o adversário, José Maranhão (PMDB), a quem acusou de fazer um "desmedido uso da máquina pública":

– Eu não discuto pesquisa porque as que eu tenho são muito boas. O que me interessa é perceber uma estratégia que vai dar à Paraíba no dia 3 de outubro a perspectiva de ter um novo governo. Eu trabalho é com o futuro e não com coisas imediatas porque isso muda com o decorrer de uma campanha. Quando ela começar, isso vai, naturalmente, ter uma grande mudança porque é assim que apontam todos os indícios simbólicos presentes nesta disputa.

A primeira rodada de pesquisas do Ibope realizada este ano sobre o cenário para o Governo da Paraíba mostrou uma vantagem de 12% em favor do atual governador do Estado, José Maranhão (PMDB). Ele teria 48% das intenções de voto contra 36% do presidente do PSB, Ricardo Coutinho.

Efraim – O caso do senador Efraim Morais, citado em uma denúncia de nomeação de duas servidoras fantasmas em seu gabinete em Brasília, também foi comentado pelo pré-candidato do PSB:

– Não existe nada disso, não. Ninguém faz política em função dos adversários. Eles querem que a gente aja de um jeito, mas vamos agir de acordo com nossa consciência e como o povo precisa. É um outro debate. O poder do adversário hoje pode chegar na caneta, na folha de pessoal, mas no ponto de vista da formação de consciência, eles são limitadíssimos.

A entrevista foi veiculada durante o programa Conexão Paraíba, que vai ao ar de segunda a sexta-feira das 6h às 8h pela Tambaú FM. A apresentação do programa é de Fernando Braz e Ainoã Geminiano.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.