Ricardo Coutinho agradece aos líderes religiosos na coletiva da vitória

Mafalda Moura

Depois de uma vitória expressiva de mais de 140 mil votos à frente do seu opositor José Maranhão (PMDB), o  governador eleito Ricardo Coutinho (PSB), agradeceu aos paraibanos, à família, à militância, aos aliados, aos líderes religiosos e todos que contribuíram para a conquista do pleito de 2010. “Quero agradecer a todas as pessoas, jovens, adultos e velhos que acreditaram na minha campanha. Quero agradecer à militância, à família, aos aliados e a todos por essa vitória”.

O discurso teve o objetivo de pontuar suas principais ações de agora por diante e de tentar mostrar aos paraibanos que a Paraíba precisa de união para que consiga crescer em todos os setores.

Transição – Ricardo falou que espera que os adversários tenham maturidade para entender que nesse momento é preciso pacificação e grandeza para que a Paraíba não saia prejudicada e que pedirá ajuda ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ao Ministério Público (MP) para ajudá-lo no período de transição.
“Faço questão de pedir ajuda ao MP e TCE nesse período de transição”, afirmou Ricardo.

Gestão – O governador disse que vai usar de estratégias inovadoras para administrar a Paraíba. Ele pretende democratizar a gestão abrindo espaços para a população participar de sua administração. “Vou democratizar a gestão e abrir espaços para a população participar”.

Folha de pagamento – Ricardo chegou a falar sobre o inchaço na folha de pagamento do governo, e citou a PEC 300 como um dos motivos desse aumento. Mas foi taxativo quando questionado sobre seu pagamento: Ele disse que é “a favor que os policiais ganhem mais, mas não pode comprometer nem inviabilizar todo um estado por conta de uma única folha”. Mas frisou que resolverá tudo no diálogo, pois concorda com a tese de que os policiais precisam de salários melhores.

Estados vizinhos – Ricardo falou do seu interesse em firmar parcerias com os estados vizinhos de Pernambuco e Rio Grande do Norte. Ele fez menção ao turismo e o importante passo que pode ser dado com a duplicação da br 101. “Um dos maiores índices de turistas que visitam a Paraíba são de Pernambuco, então por que não aproveitar essa deixa e estreitar nossas relações com os estados vizinhos? Natal também com o turismo internacional. E a duplicação da BR 101 só facilita as coisas”, disse ele.

Secretarias – O governador eleito disse que ainda não pensou em quem vai fazer parte de sua equipe a partir do dia primeiro de janeiro, mas que começará a pensar nisso amanhã, depois de dormir pelo menos sete horas seguidas e começar a descansar depois da longa jornada de campanha.

“Não tenho nenhum nome para os cargos do governo nem muito menos para a comissão de transição, mas a partir de amanhã, depois de dormir ao menos sete horas seguidas, eu começarei a pensar”, finalizou.

Depois da coletiva no hotel Ouro Branco, o mais novo governador da Paraíba seguiu a pé com sua militância e aliados para o encontro com a população que o esperava no Busto de Tamandaré. Lá ele também discursou e agradeceu ao empenho de Cássio Cunha Lima (PSDB) e Rômulo Gouveia (PSDB), seu vice. Ricardo afirmou que deseja ver confirmado no STF o mandato que 1.004.183 paraibanos quiseram oferecer ao candidato ao Senado mais votado do Estado.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.