Ricardo Barbosa vê desconhecimento em crítica de Tavinho a Cássio

“Puro desconhecimento”. Assim reagiu o deputado estadual Ricardo Barbosa acerca das declarações do vereador Tavinho Santos (PTB) que acusou o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) de ter onerado a folha de pagamento do funcionalismo público estadual.

Segundo o deputado, se o vereador tivesse acesso a um Parecer da Procuradoria Geral do Estado, assinado pelo então procurador geral do Estado Marcelo Weick teria comprovado que em fevereiro de 2009, (mês que Cássio saiu do governo) os gastos com funcionalismo estavam em 44,78% da receita corrente líquida, bem abaixo, portanto dos 49% da RCL estabelecidos por lei.

O deputado ainda repudiou a tentativa de setores ligados ao atual governador de distorcer os fatos que toda a Paraíba conhece quando, em menos de 2 anos desequilibrou todas as contas de um estado que estava absolutamente saneado financeiramente.

Inclusive Ricardo Barbosa disse que os 32 Planos de Cargos, Carreira e Remuneração implantados ao longo de seis anos de mandato do ex-governador Cássio não foram reprovados neste Parecer, datado de 08 de julho de 2009, sendo portanto, “absolutamente inverídicas as informações emitidas pelo vereador Tavinho, que certamente sabe que o atual governo promoveu a mais descarada escalada de nomeações políticas da história da Paraíba, ao contratar cabos eleitorais que sequer compareciam aos seus locais de trabalho, conforme fartamente denunciado durante a campanha pelo agora governador eleito Ricardo Coutinho (PSB).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.